segunda-feira, 30 de março de 2009

Glossário Brasil X portugal


As semelhanças são bem maiores do que se possa imaginar, entretanto existem diferenças que em certos momentos confundem no preparo das receitas portuguesas. O intercâmbio de receitas entre portugueses e brasileiros está cada vez maior devido ao fato de que blogs e sites especializados publicam todo dia milhares de receitas e segredos de ambos os lados. É devido ao grande carinho que tenho por nossos amigos portugueses, que fui a campo (entende-se por google) e pesquisei os termos culinários que têm algumas diferenças. Solicito ás amigas brasileiras e portuguesas (aos amigos também) que se notarem alguma discrepância, erro ou mesmo se faltar algum termo, deixem uma nota em comentários ou mandem um e-mail para posterior correção ou inclusão. Este pequeno glossário é para todos copiarem, colarem e guardarem a vontade ( e também darem palpites), sintam-se a vontade.

BRASIL

PORTUGAL

Abóbora de casca fina

Abóbora menina

Abobrinha italiana

Curgete (ou courgette)

A gosto

q.b. (quanto baste)

À vontade

À descrição

Acabamento

Decoração

Açúcar de confeiteiro

Açúcar em pó, açúcar pilé

Açafrão da terra, cúrcuma

Açafrão das índias

Açougue, casa de carnes

Talho

Alho poro (alho porró)

Alho francês

Aliche

Anchova (em salmoura)

Amassar, socar, pilar

Esmagar

Aspargos

Espargos

Azeite de dendê

Óleo de palma

Azeite de oliva

Azeite

Bacalhau fresco

Migas

Bacalhau dessalgado

Bacalhau demolhado

Baguete

Pão tipo baguete

Barbante

Fio de cozinha

Berinjela

Beringela

Bisteca

Costeleta

Biscoito champagne

Palitos a La Reine

Boteco, botequim

Tasca, tasco

Bolinhos

Pastéis

Brócolis

Bróculos

Broto, rebento, rama, cambuquira

Grelo

Broto de feijão ,

Rebento de soja,

Broto de bambu

Rebento de bambu

Bulbo

Bolbo

Buquê garni

Ramo de cheiros

Café da manhã

Pequeno almoço

Canola

Colza

Capim-limão, capim-cidreira, erva-cidreira

Erva-limão, erva-limeira, erva-príncipe

Caqui

Diospire

Carne moída

Carne picada

Carré de porco, costeletas

Costeletas de porco

Catchup

Ketchup

Cebolinha verde

Cebolo

Champignons

Cogumelos

Charlote

Chalota

Cheiro- verde

Salsinha, salsa

Claras em neve

Claras em castelo

Ciboulette

Cebolinho

Coalhada

Requeijão

Codornas

Codornizes

Colher de pau

Colher de tacho

Coloque a massa

Deite a massa

Cordeiro, carneiro

Borrego

Costela , costelinha

Entrecosto

Cozinhar

Cozer , assar

Cravo da índia

Cravinho

Creme de leite

Natas

Crocante

Estaladiço

Crosta

Côdea (de pão)

Camarão grande

Gamba

Damasco

Alperce

Defumado

Fumado

Desgrudar, soltar

Descolar

Dourar

Alourar

Empanar

Panar

Endro, dill

Aneto

Ervilha torta

Ervilha de quebrar

Escalope, filé

Escalope

Espumadeira

Escumadeira

Esfriar

Arrefecer

Espaguete

Esparguete

Espetinhos

Brochetes , espetadas

Espremedor de batatas

Passe-vite

Esquentar

Aquecer

Estufar, assar na panela de pressão

Estufar

Farinha de rosca

Pão ralado


Feijão-fradinho

Feijão-frade

Fermento biológico fresco

Fermento padeiro

Grânulo, caroço, pelota

Grumo

Filé, bife

Bife, bifana, filete, Febra

Filé mignon

Lombinho de novilho

Filme plástico

Película aderente

Fogo

Lume

Fogo médio

Lume brando

Forma, assadeira

Tabuleiro

Fubá

Farinha de milho muito fina para polenta

Geladeira

Frigorífico

Gergelim

Sésamo

Gosto de

Sabor de

Grão

Semente

Grudar

Colar

Kani Kama

Delícias do mar

Leiteira

Fervedor

Lavanda

Alfazema

Leite desnatado

Leite magro

Leite semi desnatado

Leite meio gordo

Leite integral

Leito gordo

Lingüiça defumada , calabresa

Salpicão

Lingüiça fresca

Salsicha fresca

Lingüiça portuguesa , paio

Chouriço

Lombo defumado

Paio

Macarrão

Massa

Macarronada

Massada

Marzipã

Massapão

Maço

Ramo

Melissa, erva-cidreira

Erva- cidreira

Merluza

Pescada

Mexilhão , marisco

Mexilhão

Migalhas ou miolo de pão

Migas

Mix

Varinha mágica

Molho de pimenta

Molho picante, molho de piri-piri

Muffin

Queque

Muzzarela

Mozzarella

Nam-pla

Molho de peixe

Nêspera

Tamarillo, tomate da árvore

Nhoque

Gnocci

Orgânico

Biológico

Orégano

Orégãos

Ovo cozido

Ovo duro

Paleta de porco

Pá de porco

Panela de alumínio

Tacho

Panela tampada

Panela tapada

Panqueca

Crepe

Páprica

Colorau

Pão amanhecido

Pão de véspera

Pão sírio

Pão pita

Pão Francês

Carcaça

Pãozinho rústico

Bola

Papel manteiga

Papel vegetal

Patê

Paté

Pau de macarrão

Rolo de massa

Pedaços

Porções

Pernil

Perna (porco, borrego)

Pimenta malagueta

Piri – piri , gindungo (termo angolano)

Pimenta do reino

Pimenta preta

Pimentão

Pimentos

Pimentão doce

Páprika

Pinhões

Pinoles

Pinga, cachaça

Aguardente

Pistache

Pistacho

Pizza

Piza

Polvilho azedo ou doce

Fécula de mandioca

Pote

Boião

Presunto

Fiambre

Presunto defumado

Presunto

Processador de alimentos

Picadora

Quebrar

Partir

Queijo prato

Queijo flamengo

Rama verde de nabo

Nabiças

Ramekins

Ramequins

Requeijão cremoso

Queijo creme

Risoles

Rissóis

Rocambole

Torta

Sálvia

Salva

Salsão

Aipo

Sanduíche

Sandes

Sorvete sem creme de leite

Sorvete

Seleta de legumes

Macedônea de legumes

Shoyo

Molho de soja

Sovar

Amassar

Sorvete

Gelado

Suco

Sumo

Tempo de cozimento

Tempo de cozedura

Torta, empadão, escondidinho

Tarte

Tortinha

Tartelete

Tostex

Tosta

Trigo para quibe

Bulgur

Uvas passas

Passas de uvas

Uvas passas brancas

Sultanas

Vagem

Feijão verde

Vidro

Frasco

Xícara de chá

Chávena

Creoula (à) - Arroz cozido em água e sal.

Puxar - Consiste em introduzir um alimento num recipiente baixo e de boca larga onde se encontra uma pequena porção de margarina bem quente.

Lardear - Introduzir tirinhas de toucinho na carne com a ajuda de uma agulha especial para a tornar menos seca.

Vinha-d'alhos - É uma marinada tipicamente portuguesa. Pode preparar-se misturando vinho branco ou tinto, verde ou maduro com um pouco de vinagre, alhos, louro, sal e pimenta.

Panar - Consiste em fritar um alimento passando-o previamente por ovo e pão ralado.

Filetar - Consiste em tirar as espinhas e a pele a um peixe já amanhado e cortá-lo em fatias fazendo filetes.

Papelote (em) - Quadrado ou rectângulo de papel vegetal ou folha de aberto na mesa ou antes de seralumínio. Pode ser servido.

Filetes - Fatias de peixe sem espinhas e sem pele.

Paupiette - Filete de carne que se barra com uma pasta ou se recheia.

Flambear - Consiste em regar um alimento quente com uma bebida alcoólica e pegar-lhe fogo.

Escumadeira - Utensílio parecido com uma concha mas com furos que permite retirar a espuma de um líquido a ferver.

Xarope - Utiliza-se para designar o mesmo que calda. Pode preparar-se dissolvendodeixando-se ferver, sem mexer, -se o açúcar em 1/3 do seu peso em água,atá atingir a densidade desejada.

Polme - Massa líquida em que se envolvem alimentos de pequenas dimensões que depois se fritam.

Pilaf - Método de preparação do arroz onde este é frito e depois cozido.

Esparregado - Mistura de espinafres ou nabiças cozidos, reduzidos a puré ou cortados muito finamente. Depois são levados a lume com alho, azeite e um pouco de farinha.

Escalfar - Introduzir alimentos em água a ferver suavemente. Os frutos introduzem-se num xarope fraco de água de açúcar.

Entremeada - Toucinho fresco com febra.

Branquear - Consiste na introdução de um alimento em água a ferver sendo posteriormente escorrido e passado por água fria.

Boneca - Processo que consiste na introdução num pano fino de substãncias aromáticas e que depois de atado é mergulhado num líquido ou cozinhado para o aromatizar.

A culinária portuguesa, ainda que esteja restrita a um espaço geográfico relativamente pequeno, mostra influências mediterrânicas (incluindo-se na chamada “dieta mediterrânica”) e também atlânticas, como é visível na quantidade de peixe consumida tradicionalmente. Muito mudou desde que Estrabão se referiu aos Lusitanos como um povo que se alimentava de bolotas. A base da gastronomia mediterrânica, assente na trilogia do pão, vinho e azeite, repete-se em todo o território nacional, acrescentando-se-lhe os produtos hortícolas, como em variadas sopas, e os frutos frescos. A carne e as vísceras, principalmente de porco, compõem também um conjunto de pratos e petiscos regionais, onde sobressaem os presuntos e os enchidos. Com o advento das descobertas marítimas, a culinária portuguesa rapidamente integrou o uso, por vezes quase excessivo, de especiarias e do açúcar, além de outros produtos, como o feijão e a batata, que foram adoptados como produtos essenciais. Note-se que a variedade de pratos regionais se verifica mesmo em áreas restritas. Duas cidades vizinhas podem apresentar, sob o mesmo nome, pratos que podem diferir bastante na forma de confecção, ainda que partilhem a mesma receita de base. As generalizações nem sempre estão correctas: as diversas culinárias regionais variam muito na mesma região. WIKIPÉDIA

4 comentários:

Le Moulin Joly disse...

Interessante!!
Estou mais familiarizada com o portugués de Brasil mesmo que estou mais perto de Portugal... No meu blog organizo um sorteio de uma pregadeira e ums brincos, você está convidada a particpar. Beijos

Marlene disse...

Amiga ficou ótima a postagem! Completíssima! Adorei! D. CIDA tá abalando!
Beijos

Ricardo disse...

Panqueca no Brasil significa crepe em Portugal...então vocês para panqueca grossa chamam panqueca americana?
Para mim Panqueca e da grossa, crepe é a fina...hehe mas adorei o tradutor tem muitas palavras que claro não sabia. Boa :)

EU MULHER disse...

Amiga, seu blog é maravilhosooooooo!!!!
Gostei demais desse post. Tinha palavras que eu nem sabia o que era, via nos blogs de Portugal e ficava pensando... o que será gambas? Agora descobri.
Obrigada pelo post maravilhoso.

Beijão

Related Posts with Thumbnails